Secundo Costa Neto: Reformada



Em 29/7/2019 subimos de bondinho, com furadeira e esmerilhadeira, João Paulo Ferreira e eu.

Focamos nos 2 esticões finais da Secundo, instalando 10 chapeletas PinGo (inox 304L) e cortando 10 grampos de aço inox.

O objetivo da reforma era eliminar os grampos duvidosos: de inox, de 3/8, ou muito corroídos.

Acabando as chapeletas, deixei um furo pronto no penúltimo esticão, ao lado de um grampo inox a ser cortado.

Escalamos de volta ao cume e fomos embora. Poucas semanas depois alguém alterou a parada do cume, instalando uma chapeleta duPla bem perto da aresta da rocha. Precisaríamos corrigir.









Em 17/4/2021 fui com Alexandre Ferreira (então DT do CEC), subindo pelo cabo de aço do CEPI até o final da Italianos. Dali fomos pra Secundo e rapelamos instalando chapeletas PinGo. Não levamos esmerilhadeira. Nesse dia trocamos a P5 (croqui do Guia da Urca, 5a edição) por 2 chapeletas (PinGo + DuPla), definimos uma nova P3, alongando o esticão para 30 metros, mantendo o foco de eliminar os grampos inox. Foram instaladas 8 pinGos e 1 duPla.



Em 20/5/21 fui com Alexandre Ferreira de bondinho. A subida demorou um pouco mais, mas com o peso de 2 máquinas, valeu a pena. A autorização da engenharia pra nossa subida era pra 19 e 20/5, o que gerou dificuldade para localizarem. Pela primeira vez assistimos ao vídeo de "como se comportar no trabalho" e fomos abordados por alguns funcionários no caminho. Bem organizado.


Corrigi a parada adulterada do cume, retirando a chapeleta DuPla, e seguimos rapelando. No penúltimo esticão decidimos instalar uma chapeleta para afastar a corda dos cactus, logo antes de chegar à parada. No lance abaixo, encontrei um grampo inox escondido nas bromélias, e o substituí sem chegar a cortá-lo. Cortamos 15 grampos. Um deles era original, com cerca de 1 polegada de diâmetro, e ficava na antiga P5 ao lado de um inox. Instalamos uma duPla e 7 pinGos.

A chapeletas e parabolts foram doadas pelo CEC.






Posts Em Destaque
Posts Recentes