Agulha do Diabo em 1 dia

August 25, 2016

Por:

No dia 13/08 partimos pra escalar a Agulha do Diabo em um dia. Começamos a caminhar às 6:20am, quase sem água, e com garrafas de 500 ml para encher. Abastecemos acima do abrigo 2, depois no rio Paquequer, chegando à base da Agulha às 10:10 am. (fomos pela Pedra da Cruz). Estávamos ansiosos pra escalar, depois de quase 4 horas caminhando.

 

Fiz dupla com o Hosken, e o Raoni com o Leo. Consegui passar em livre os primeiros lances (V ou V+), passei da parada dupla e segui até o final da horizontal pra direita, parando no platô de mato. Parei em 2 camalots, mas ali tem uma árvore bem sólida também.

 

 

O esticão seguinte começou com um domínio simples, seguindo pelo “segundo diedro”. Um trechinho de oposição, onde é possível colocar uns camalots (mas não achei que valesse a pena) e logo se chega a um grampo, depois outro, e o friso horizontal. Platô de mato, horizontal pra esquerda, grampo e parada dupla. Dalí, mais tarde rapelaríamos para a P1.

O esticão seguinte o Hosken guiou. Começa com caminhada, uma bifurcação deixa em dúvida (é pra direita), passamos por baixo de umas pedras e chegamos na entrada da primeira chaminé. Sem grampo aí (P3).

 

Essa é a chaminé que atravessa a Agulha do Diabo indo e voltando. Pra reduzir o atrito, é bom já começar mais lá dentro. O último lance era feito em artificial, com 2 grampos bem próximos. Passei em livre usando uma agarra pros pés mais à direita. Parece um 5°sup. Saindo dessa chaminé, tem uma parada dupla (P4). Dali se anda uns 10 metros até o lance do “cavalinho”.

 

O cavalinho, se feito “por fora” é o lance mais bonito da via. Eu havia feito assim em 2006, mas sei que estava mais forte na época. Resolvi tentar, pois pela posição do grampo de saída, uma queda ali seria limpa. Falta pé no começo, mas as mãos ficam muito boas na aresta da fenda. Logo se coloca um pé em um abaulado bom, depois o outro lá na outra parede, na reta do bico de pedra do final da fenda. O lance é bem curto até. Depois é hora de virar “a esquina” e entrar na chaminé da unha. Andando pelo chão até ficar em baixo do 1° grampo.

 

A terra na sola é o pior ali. Ao sair do chão a chaminé é apertada, mas em 2 metros fica confortável, com largura didática e rocha aderente. Deixei as joelheiras na base da montanha, com a mochila e os tênis. A chaminé segue e tem mais 2 ou 3 grampos nela, enquanto a rocha da unha vai estreitando. No topo da unha, o grampo de parada nos permite sentar na unha pra descansar, com um visual sensacional, digno de cume. Nessa hora batia um sol agradável, muito bem vindo. O Hosken também fez o cavalinho “pendurado” e se cansou um pouco na chaminé. 


Uns 20 metros de cabo de aço e cume! À 1:10 pm. Troquei o bloquinho por um livro de cume vermelho, de capa dura, que fizemos questão de assinar. Curtimos aquele visual fantástico por poucos minutos e iniciamos a descida. Encontramos o Raoni e o Leo no topo da unha. Raoni estava guiando esse esticão, e havia feito o cavalinho também “por fora”.

 

 

 

Na base arrumamos as mochilas e ficamos esperando por um sinal deles. Quando escutamos suas vozes, e disseram que estavam bem, começamos a caminhar devagar (às 3 pm). Transpor o caldeirão do inferno foi a parte mais lenta. Bem úmido, trazia grande chance de queda. Do outro lado, próximo do mirante, conseguimos sinal de celular e paramos um pouco. Quando resolvemos seguir para o rio Paquequer, eles chegaram. Dalí seguimos juntos até a barragem, onde chegamos às 6:20 da noite.

 

OBS:

Esquema corrido. Na primeira vez, vale ir em 2 dias, pra curtir mais.

Pra mim não valeu a pena levar joelheiras e camalots.

Ajudaram: Chuva no Rio na véspera (não encontramos ninguém), corda de 8,7mm, equipe entrosada, que fez junta o Paredão Paraguaio, treinamento aeróbico, deixar mochilas na base.

 

 

 

Tags: gallotti, chaminé, pão de açúcar

Please reload

Posts Em Destaque

Chaminé do Prego: Reformada

August 17, 2018

1/8
Please reload

Posts Recentes

June 13, 2018

April 2, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Vimeo Social Icon
  • Facebook Social Icon

© 2016 por MIGUEL MONTEZA