Guiada em móvel - Paredão Paraguaio

July 7, 2016

Por:

Entramos às 8:10 am no PNSO.

Quem vai escalar (parte alta do parque) tem que estacionar ao lado da "Pousada", cerca de 1km antes da barragem do rio Beija-Flor. Fomos os 4 caminhando a partir dali. Éramos Raoni, Leo, Márcio Hosken e eu.

Entramos na trilha do sino às 8:50, bem atrasados, e apertamos o passo. Pegamos água no caminho.

Saímos da trilha principal no lugar certo, degrau de pedra inconfundível, e antes das 10:50 estávamos na base.

Guiei até a P1 do croqui. Hosken subiu, seguido pelo Leo, que fazia dupla com o Raoni. Deixei a mochila e entrei no crux, pra não congestionar o platô. Coloquei 3 peças (camalots 0,5, 1 e 3) e consegui fazer o domínio. O restante do esticão ainda deu trabalho. Com certeza é o mais difícil.

 

 

 

Ouvimos o grito do Raoni caindo no crux. Pra aprender a confiar nos móveis, tem que cair no que você colocou. Deu certo. As peças estavam sólidas e ele foi de novo, agora sem mochila.

Guiei a retinha final, no que pareceu ser uma leitura nova. Acredito que a via original iria pra direita, passando por trás de um grande bloco de pedra e terminando em um grampo novo. Como o Leo fez guiando. Por onde eu fui consegui montar uma boa parada em móveis no final.

Ficamos tirando fotos e esperando por eles. Vimos amigos no cume da Agulha do Diabo, e no Mirante do Inferno. Lindo visual.

Descemos pela trilha normal da Cruz, que a contorna até passar pela base de novo. Em 2 horas (contando desde o cume) chegamos à barragem.

​​​​

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Chaminé do Prego: Reformada

August 17, 2018

1/8
Please reload

Posts Recentes

June 13, 2018

April 2, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Vimeo Social Icon
  • Facebook Social Icon

© 2016 por MIGUEL MONTEZA